terça-feira, 3 de maio de 2011

Experiência de pessoa com deficiência pelas ruas de São Paulo

Disponível em http://youtu.be/3u7lqb6XYHA


Deficiente visual reabilitado é estrela de comercial da Fundação Dorina Nowill para Cegos

WMcCann cria comercial para mostrar a importância da reabilitação para as pessoas com deficiência visual

A Fundação Dorina Nowill para Cegos apresenta um novo comercial criado pela WMcCann. Com o objetivo de mostrar a importância do trabalho da Fundação Dorina na reabilitação das pessoas com deficiência visual, a agência desenvolveu um filme de 60" e duas versões de 30".

A estrela do filme é Diego Luciano de Castro, de 23 anos, que há 3 anos ficou cego devido a um descolamento de retina. Diego é um personagem que exemplifica milhares de pessoas cegas e com baixa visão que passam pelo atendimento especializado, adequado às suas necessidades, e que é oferecido gratuitamente pela Fundação Dorina Nowill para Cegos.

A proposta do comercial é mostrar o trabalho desenvolvido pela Fundação Dorina para que pessoas com deficiência visual tenham independência e autonomia nas suas atividades cotidianas. Por isso, a WMcCann optou em fazer um filme diferente: Diego foi equipado com uma câmera digital presa à sua cabeça e realizou diversas atividades: andou pelas ruas, pegou ônibus, subiu escadarias e transpôs obstáculos.

O material foi editado e se transformou no comercial, que retrata exatamente o que "vê" uma pessoa com deficiência visual em seu dia a dia. Para encerrar, o filme ganha a assinatura "Conheça e ajude a Fundação Dorina Nowill para Cegos" com o contato para doações.

"Essa foi a maneira que encontramos para mostrar ao grande público como é fundamental a reabilitação promovida pela Fundação Dorina Nowill para Cegos, já que sem ela, Diego e muitos outras pessoas cegas e com baixa visão, jamais poderiam ter uma rotina independente", comenta Milton Mastrocessario "Cebola", Diretor de Criação da WMcCann.

O diferencial do filme é o recurso da audiodescrição. São descritas por meio de uma linguagem clara e objetiva informações que compreendemos visualmente e que não estão contidas na locução, como, por exemplo: ambiente, mudança de tempo e espaço, expressões faciais e corporais, além da leitura de créditos, títulos e qualquer informação escrita na tela.

O recurso de acessibilidade permite que as pessoas com deficiência visual possam assistir e entender melhor filmes, peças de teatro, programas de TV, exposições, mostras, musicais, óperas, etc. No YouTube a versão 60" com audiodescrição pode ser acessada pelo endereço: http://vai.la/1ZIz.

O filme e suas versões serão veiculados em TV aberta e fechada a partir de maio.